Dualidades

homem-colorido1.

Deus e o Diabo são um só.
Tal qual Yin e Yang, Amor e Ira,
Oxalá e Exu, Rigidez e Perdão.

Uma só mão pode afagar ou punir.
Tudo é questão de como usar o instrumento.

A Humanidade é que divide o Supremo Poder
Em tantos nomes quanto sua imaginação permite,
Sempre em dualidades que denotam sua própria
Característica de enxergar o mundo:
Sempre em figuras opostas,
Seccionando ao invés de unir…

Pois assim compreende a si mesmo.
Virtualmente, ao redor de si, há uma redoma de espelhos.
Tudo o que diz do outro, revela de sua própria essência.

Assim como a propriedade dos objetos,
Cuja cor que aparentam ser é, na verdade,
Aquela que não absorvem…

Somente materiais transparentes, como cristais,
Que refratam mais do que refletem,
Absorvem toda a luz, em toda a sua gama de frequências
E multiplicam-na dentro de si
Presenteando o mundo com imagens estonteantes…

(Laura Bernardes, 13/02/2009)

Ouvindo “Enquanto Isso”, de Marisa Monte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: