QUEM DIRIA

Depois de deixar de lado o design em busca da SOBREVIVÊNCIA no mercado, tornando-me vendedora de produtos gráficos e, em seguida, servidora pública, surge a oportunidade de mostrar novamente minhas habilidades artísticas, desta vez, dentro de um órgão essencialmente jurídico. Paira a sensação de estar voltando no tempo, porém é muito mais rico do que isso, por causa da experiência de vida acumulada até hoje. Apesar de minhas LIMITAÇÕES físicas terem se acentuado um bocado e de haverem tantas complicações na rotina até alcançar, o mais breve possível, uma adaptação satisfatória, certamente se trata de uma época de GRANDES REALIZAÇÕES – confirmando o que já dizia o mapa astral para 2012. Nada está por acaso onde se encontra. A busca pelo EQUILÍBRIO, desde o micro até o macrocosmo, é a lei maior que existe.

Ah, não apenas no aspecto profissional, mas tão importante quanto, o REENCONTRO pessoal que tenho experimentado com a NATUREZA tem me trazido um aconchego irresistível muito além do que qualquer religião poderia propor. É como ignorar todos os mapas do tesouro enganosos que me são apresentados a cada dia e apenas vivenciar o momento PRESENTE com a guia LIVRE da intuição.

Não há caminho MELHOR do que aquele que os meus pés percorrem.

Que valor inestimável possui o cheiro exalado pela minha horta na varanda quando lhe abasteço de água… São PALAVRAS de agradecimento, como explica muito bem o Fabian Laslo. Mais do que os seus vizinhos, o pé de hortelã grosso vibra e canta amor com seu AROMA medicinal… Nenhum diamante no mundo poderia representar mais para meu viver do que essa presença vegetal que HABITA minha casa, me alimenta e cresce milagrosamente todos os dias, sem precisar se mover nem mesmo SER SALVO por algum messias. Ele APENAS EXISTE por seu tempo, alimentará outros seres, tornando-se parte deles, depois voltando à mistura da terra e tudo novamente. Sempre na presença indispensável do Sol, esse sim tem vida longa. Nós somos simplesmente FAÍSCAS temporárias. Quantas vezes, nos enganamos pensando que somos grande coisa, deixando de ser unicamente nós mesmos, individualmente especiais, e coletivamente muito mais que isso.

E hoje, que momento glorioso ao levar meu filho à escola, ouvindo a música preferida por ele dos Beatles, Yellow Submarine. Durante o caminho, conversávamos sobre o início das aulas de música – depois de fazermos juntos seu dever de casa e um pequeno exercício de meditação do Brahma Kumaris – lhe perguntei se estava tudo bem antes de descermos do carro. Com um olhar tranquilo, ele respondeu, : “Mamãe, eu to FELIZ!”

Desafios sempre existem, muitas vezes dolorosos, mas é por causa deles que sentimos valiosas as CONQUISTAS.

2 Respostas to “QUEM DIRIA”

  1. Laura Bernardes Says:

    O site de onde foi extraída a imagem símbolo deste post é o: Códigos Arcturianos (http://www.luzdegaia.org/outros/diversos/codigos_arcturianos.htm), que possui várias outras como essa com os respectivos significados.

  2. suzana Says:

    Laura, é muito bonita a forma com que vc toca a vida, suave e intensa ao mesmo tempo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: