Eduardo Galeano

eduardo-galeano.

Tive a grande sorte de conhecer o virginiano Eduardo Galeano.

Tudo bem, que foi virtualmente, no vídeo a seguir, mas deixou-me
extasiada com suas palavras e sua expressão como um todo.

É que aconteceu um crime hoje aqui perto da minha casa,
e eu fiquei pensando no resto do dia que tantas coisas ruins nos cercam,
e essas tragédias diariamente inundam nossas vidas, sem pedir licença,
através da TV, instaurando medo…

Bateu uma vontade de achar um lugar mais pacífico para morar…

Mas lembrei que mesmo nos lugares mais tranquilos, em meio à natureza,
tanta coisa ruim também acaba acontecendo…
Quem viu o filme A Vila vai entender o que estou falando.

Até quando nossa humanidade vai continuar destruidora?
Por que ainda somos assim?

Ficamos acuados, cada vez mais temerosos e limitados…
Se não vigiarmos, buscando nos melhorar
ao invés de focar nos problemas ao redor,
a tendência é piorar.

Então, A COISA MAIS PERIGOSA não são os fatos em si,
mas É O PRÓPRIO MEDO.

E você, meu caro visitante, sei que ao menos desconfia
a quem interessa que vivamos assim.
Escapemos dessa arapuca, pelo esclarecimento, pela intuição,
pela religação com a Natureza de dentro e de fora de nós.

Galeano cruzou meu caminho virtual, desbancou esse mal-estar
e trouxe de volta poesia ao meu dia.

Inundem-se positivamente com essa obra audiovisual.

Gracias pela VIDA e por sua visita!

Trecho transcrevido:

“Mas, bom, este mundo está armado assim.
É um tecido de encontros e desencontros,
de perdas e de ganhos.
 
E o melhor dos meus dias é o que ainda não vivi.
E a cada perda corresponde um encontro que ainda não tive.
E por sorte a realidade é generosa e não falha nisso.

Na verdade eu escrevo para celebrá-la.

 
E celebrando denuncio tudo que impede
que a gente reconheça nos outros
e em nós mesmos as múltiplas cores do arco-íris terrestre.

Somos muitíssimos mais
do que nos dizem
que somos.”

 
Eduardo Galeano (Programa Sangue Latino, do Canal Brasil, gravado
em 2009. O jornalista e escrito uruguaio, autor de As Veias Abertas da
América Latina fala sobre a cidade de Montevidéu, onde vive e também
sobre a morte de seu cachorro. Direção de Felipe Nepumuceno.)
 
 
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.
 
WIKIPEDIA

“Eduardo Hughes Galeano (Montevidéu, 3 de setembro de 1940) é um jornalista e escritor uruguaio. É autor de mais de quarenta livros, que já foram traduzidos em diversos idiomas. Suas obras transcendem gêneros ortodoxos, combinando ficção, jornalismo, análise política e História.” http://pt.wikipedia.org/wiki/Eduardo_Galeano

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

2 Respostas to “Eduardo Galeano”

  1. Valéria Fernandes Says:

    Laura, que maravilha!!! te a companho através do grupo de aromaterapia e nunca tinha visitado seu blog. E hj não sei o que aconteceu que eu precisava desta mensagem, eu acho, e encontrei aqui! Esta entrevista reacendeu minha paixão que estava esmorecendo … diante de tanta brutalidade … e violência que ainda estamos testemunhando ao nosso redor. Obrigada.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: