Desabandonando (todo comentadinho)

Salvador Dali – A Persistência da Memória (óleo sobre tela 24 × 33 cm) Museu de Arte Moderna de Nova Iorque

São inúmeros os provérbios e canções sobre o tempo. Sabedorias eruditas e populares.

Todas possivelmente verdadeiras em seu ponto de vista.

Menções ao poder curativo do tempo, sobre sua característica divina,

“ÉS UM DOS DEUSES MAIS LINDOS”

sobre sua fugacidade e o desejo de voltar a momentos passados.

Experimentamos, no decorrer do tempo vivido, a alternância de fases. Numa, a vontade de estar na multidão de pessoas, noutra, a vontade de estar só. Às vezes, em plácida plenitude pelas metas alcançadas, noutras, banhados pela inquietude por novas conquistas.

Esquecemos de nós mesmos, eventualmente, DENTRO DA ETERNIDADE E A CADA INSTANTE.

Então, o TEMPO finda, muitas vezes, PERDIDO, capturado na armadilha de um link que puxa outro, que em nome da segurança nos leva para um outro site, pra verificar o código enviado para o celular, que solicita baixar um aplicativo que vai autenticar isso, aquilo e lá se foram horas em vão…

Experimentamos isso constantemente. Se não vigiarmos, caímos numa dessas armadilhas que roubam nosso precioso tempo. Afinal, se HOJE O TEMPO VOA, o que vale a pena ser feito com o tempo que temos?

Em TODOS OS DIAS, temos de cumprir algumas obrigações (obviamente), mas elas podem ser feitas com leveza, sem perder o foco.

Havemos também de reservar uma parte preciosa do dia para fazermos algo prazeiroso, TEMOS NOSSO PRÓPRIO TEMPO, seja junto de alguém que amamos, seja sozinhos. Olhar pela janela, respirar fundo a brisa que vem de fora, olhar para cima, contemplar as estrelas, alongar os braços, ou ainda sentar na frente do teclado preferido e conversar com o ciberespaço, compartilhando ideias e encontrando admiradores em comum. VAMOS NOS PERMITIR!

Se gostamos de tocar um instrumento, não deixemos a oportunidade ESCORRER PELAS MÃOS, formar poeira sobre ele. Deixemos fluir os sentimentos através das cordas, das vibrações, dos sopros, assim como é o sopro da vida que nos move.

OH, TEMPO REI, TRANSFORMAI AS VELHAS FORMAS DO VIVER!

Que a música possa tocar todas as nossas células, ecoando nossa substância (se não sabe tocar, liga a caixinha de música no emepetrês e DANCE… 🙂 )

E nessas idas e vindas entre sentimentos avassaladores e recolhimentos emocionais, somos ONDAS DO MAR…

É chegado o tempo de reabrirmos as portas e janelas do coração, desabandonar-nos do confortável canto pessoal, DESENCANTAR-nos, vestirmos a mais colorida roupa e experimentarmos mais uma vez o lado de fora dos olhos, dos sons inesperados, expor-nos (olha a cacofonia, kkk) aos olhares e aos pensamentos alheios, incutir-nos ao redor (neologista demais hoje).

Devaneios à parte (que nada, façamos do devaneio a rota intuitiva a seguir.)

AQUI ESTOU EU NOVAMENTE ESCREVENDO no Informisticamente. Tudo acima foi o preâmbulo para lhes introduzir os próximos textos, que estava guardando para posterior publicação impressa, mas que acabo de resolver desencantá-los e dar-lhes ASAS para penetrar-lhes os sonhos!

O TEMPO NÃO PÁRA (mas AINDA HÁ TEMPO)

Laura Stefânia Bernah, 09/07/2014

Referências citadas no texto / sugestões para começar a cantar e dançar desde agora:

Oração Ao Tempo – Caetano Veloso – http://letras.mus.br/caetano-veloso/44760/

Tempo Rei – Gilberto Gil – http://letras.mus.br/gilberto-gil/46247/

O Tempo Não Para – Cazuza – http://letras.mus.br/cazuza/45005/

Ainda Há Tempo – Criolo – http://letras.mus.br/criolo-doido/977336/#radio

Soneto do Amor Total – Vinicius de Moraes – http://letras.mus.br/vinicius-de-moraes/87149/#radio

Tempos Modernos – Lulu Santos – http://letras.mus.br/lulu-santos/47144/#ouvir:album_33786

Outras músicas relacionadas a Tempo – http://letras.mus.br/?q=tempo

Provérbios Relacionados ao Tempo – http://pensador.uol.com.br/proverbios_relacionados_ao_tempo/

Laura Stefânia Bernah (voz e violão)

Se essa rua fosse minha – Cantiga Popular
Ando meio desligado – Mutantes
Não Amo Ninguém – Cazuza
Mania de você – Rita Lee
Tempo Perdido – Legião Urbana
Cada Voz – Tulipa Ruiz

%d blogueiros gostam disto: