ITA ICA ADO IDO

582213_288338821273366_1304965568_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TÁCITA, ESPÁSTICA, ELÁSTICA
DRAMÁTICA, DOGMÁTICA, ANACRÔNICA
CÔMICA, HIDROPÔNICA, FILARMÔNICA
FRÍGIDA, CARÓTICA, HERMÉTICA
ESQUÁLIDA, CIBERNÉTICA, ANTIÉTICA
SUÁSTICA, SOCRÁTICA, SOCRÁTICA

EMPÍRICA, VAMPÍRICA, ONÍRICA,
PSICODÉLICA, BÉLICA, GÉLIDA
FUNÉREA, VENÉREA, MISÉRIA

PLUVIAL, SINOVIAL, SENSORIAL
MARITMO, SEM RITMO, MEU ISTMO
SUBMERSO, SEM VERSO, CONTRA-SENSO

NO FUNDO, SEM MUNDO, IMUNDO
MISTURADO, MENSTRUADO, ALUADO
SATURNADO, EMBEBIDO, DEFUMADO

ARVORESCIDO, ENSIMESMADO
REDESTRUÍDO, DESTITUÍDO, CONDOÍDO

FINADO

Expansão

O Universo silencia
Num PULSAR infinito de prazer

Um segundo se eterniza indefinido
Mal cabe nas palavras que me trazem

Despida de quaisquer trajes,
Sou frase, enigma, ESFINGE,

Raio de LUAR compenetrado em pirâmide
A acordar, nas catacumbas, o MEU Faraó

Que dirá o seu olhar TRIangular
Conectado ao meu invertido?

Ah! Se embalsamaram-nos em MEL
Vulcanizaram-nos até que ficássemos ao léu

Reciprocamente chupados como suculentas frutas
Antropozoomórficos DIVINAIS

Anuviadas bússolas lacrimais
Chamam-nos seus futuros ancestrais

Áspides, Dragões,
Leoas SATURNAIS

Não lhes quero, príncipes que viram sapos
Cupidos demoníacos

Ladrões de tempo precioso
Serpentinas Tempestades

Sou Nefertiti, mais que Rainha
Sua Deusa ansiada

Minha língua, labareda, declina a palha
Minha seiva jorra leito abaixo

Inunda seu mundo

LauraSSB 29-01-2013

Trânsito intenso pra Saturno

Aperte o play simultaneamente no vídeo e na trilha do soundcloud lá abaixo e boa viagem!

“Isso aqui é e não é, mas está sendo. Neste momento, ocorre um trânsito intenso pra Saturno, muitas pessoas estão indo pra lá e essas pessoas vão ficar por lá porque eu as fecharei. Eu tenho a chave e não hesitarei em usá-la. Pra Júpiter, beber a água mimosa de íon. Lá me instalarei e ficarei em espera pra realizar a minha nova missão.”
(Texto extraído da trilha abaixo)

Porto Interplanetário

 

Leve, muito leve…
Leve as horas até o próximo porto,
até a próxima saída…
Leve as lágrimas até o próximo beijo,
e a saudade até o próximo abraço…
Leve a lembrança até a próxima Lua Cheia,
leve meu cheiro até a próxima estação…
Leve os sonhos impossíveis até além do horizonte desta realidade
Leve-me com você noite adentro, até a próxima cachoeira,
Até os anéis do próximo planeta.

Vou-me embora pra Saturno!

Afasto-me, como Gaivota, na velocidade do pensamento

Vejo todas as quimeras dessa vida temerosa numa distância bastante segura

Dessa perspectiva longínqua tudo fica minimizado a grãos de pó

Dispo-me do traje pesado chamado corpo

Sinto-me pairar sem limites

As preocupações que há pouco mortificavam minha existência

Desaparecem como fumaça que se espalha indefinidamente

Alforrio-me do relógio e do medo da solidão

Sou tudo de maravilhoso que existe

%d blogueiros gostam disto: