Acará (Os Tincoãs)

Acará - Os Tincoãs

Intro: Gm

Gm               F      Cm    Gm
Vi o sol nascer  Vi o dia correr
F       Cm   Gm          F         Eb   Gm
Vi o entardecer e também vi tudo escurecer

( Repete )

Gm   
Acará iá biodô   Acará iá biodô
 Cm        Gm     F      Gm
É o malê   É o malê   É arenô  abiô

Iê ô Odoyá   Iê ô Odoyá

(Gm F Cm Gm) (Gm F Cm Gm) (Gm F Eb Gm)
Deus da natureza
Sei que és o responsável por tudo que existe
E o homem não é uma exceção
Os tempos mudaram senhor
Tudo esta confuso
Ja não se entende o tempo
Creio que só vós podeis abrandar o coração dos homens
Por que o mais puro dos homens ainda é pura vaidade

Fala-se em peste, em rumores de guerra
O mundo tornou-se abafado
Dai-nos a resignação do sândalo
Que perfuma o machado que o corta

Gm
Acará iá biodô   Acará iá biodô
(Repete desde Acará)

Iê ô Odoyá   Iê ô Odoyá

Oxóssi te chama (Os Tincoãs)

Fm
O Babá jogou búzio e disse-me
Bbm
Filho largue a vaidade prepare-se
Eb 
És do povo, és da mata, garanto-lhe
C          C7 
Oxóssi te chama

Fm 
No Roncó me recolho e lúcido
Bbm
Vejo Oxóssi imponente que bárbaro
Eb 
Envolvido em raios de glória
C           C7 
Escutei seu canto

F                    C7 
Laiá laiá la laiá laiáá...
F                    C7 
Laiá laiá la laiá laiáá...

Bb
Se no Erê me chamam
F 
Protejo os que me clamam
C7                       F
Pois sou ministro de Oxalá

Oxóssi te chama (Os Tincoãs) Sem pestanas

Am
O Babá jogou búzio e disse-me
Dm
Filho largue a vaidade prepare-se
G/B
És do povo, és da mata, garanto-lhe
E          E7
Oxóssi te chama

Am
No Roncó me recolho e lúcido
Dm
Vejo Oxóssi imponente que bárbaro
G/B
Envolvido em raios de glória
E            E7
Escutei seu canto

A                   E7
Laiá laiá la laiá laiáá...
A                   E7
Laiá laiá la laiá laiáá...

D
Se no Erê me chamam
A
Protejo os que me clamam
E           E7           A
Pois sou ministro de Oxalá

Negro Gato (Luiz Melodia)

Cm
Eu sou um negro gato de arrepiar

Essa minha história é mesmo de amargar

Só mesmo de um telhado, aos outros desacato
         Ab7 G7  Cm
Eu sou um negro gato (2x)
Cm
Minha triste história, vou lhes contar

E depois de ouvi-la, sei que vão chorar

Há tempos que eu não sei o que é um bom prato
         Ab7 G7  Cm
Eu sou um negro gato (2x)
Cm
Sete vidas tenho, para viver

Sete chances tenho, para vencer

Mas se não comer, acabo num buraco
         Ab7 G7  Cm
Eu sou um negro gato (2x)
 Cm
Um dia lá no morro, pobre de mim

Queriam a minha pele, para tamborim

Apavorado desapareci no mato
         Ab7 G7  Cm
Eu sou um negro gato (2x)

(Fonte: http://pegacifras.uol.com.br/cifras/luiz-melodia/negro-gato_41958.html)

Pérola Negra (Luiz Melodia)

  E7+                            G#m  Bm7
Tente passar pelo que estou passando
                            A7+  Am
Tente apagar este teu novo engano
                              E7+  C#7/9
Tente me amar pois estou de amando
         F#6/7                A/B  B7/9b
Baby, te amo, bem sei que te amo
 
                 
 E7+                              G#m  Bm7
Tente usar a roupa que eu estou usando
                             A7+   Am
Tente esquecer em que ano estamos
                                   E7+  C#7/9
Arranje algum sangue, escreva num pano
        F#6/7            A/B    B7/9b
Pérola Negra, te amo, te amo


E7+                           G#m  Bm7
Rasgue a camisa, enxugue meu pranto
                                    A7+   Am
Como prova de amor mostre teu novo canto
                               E7+    C#7/9
Escreva num pano em palavras gigantes
        F#6/7            A/B   B7/9b
Pérola Negra, te amo, te amo


E7+                               G#m   Bm7
Tente entender tudo mais sobre o sexo
                                A7+   Am
Peça meu livro querendo eu te empresto
                               E7+   C#7/9  F#6/7
Se intere da coisa sem haver engano
                            A/B  Bb7/9b
Baby, te amo, nem sei se te amo

(Adaptado de http://pegacifras.uol.com.br/cifras/luiz-melodia/perola-negra_14757.html)

Táxi Lunar (Zé Ramalho)

Intr.: Am  Bm  C  Bm  Am  (2x)

Dm     C     Bm    Am 
Ela me deu o seu amor, eu tomei
Am      G   D/F#     Em 
No dia dezesseis de maio viajei 
Dm      C    Bm    Am
Espaçonave atropelado, procurei
  Am    G   D/F#  Em
O meu amor aperreado


Am               Bm
Apenas apanhei à beira mar
C       Bm             Am
Um Taxi pra estação lunar


Dm     C     Bm   Am
Bela, linda, criatura bonita
Am     G    D/F#   Em
Nem menina, nem mulher
Dm     C    Bm     Am
Tem espelho no seu rosto de neve
Am     G    D/F#    Em
Nem menina, nem mulher


Am                Bm
Apenas apanhei à beira mar
C       Bm             Am
Um taxi prá estação lunar


Dm    C  Bm   Am
Pela sua cabeleira vermelha
Am     G    D/F#      Em
Pelos raios desse sol lilás
Dm    C   Bm      Am
Pelo fogo do seu corpo, centelha
Am     G    D/F#   Em
Pelos raios desse sol


Am                Bm       
Apenas apanhei na beira mar
C       Bm             Am
Um taxi prá estação lunar


Bela, Linda, criatura...
(segue ate o fim)

(Fonte: http://pegacifras.uol.com.br/cifras/ze-ramalho/taxi-lunar_16159.html)

Prá não dizer que não falei das flores (Zé Ramalho)

Introdução: (Em D) 

(Em D)
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Nas escolas nas ruas, campos, construções
Caminhando e cantando e seguindo a canção

Refrão:
(Em D)                                     :
Vem, vamos embora, que esperar não é saber : x2
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer :

(Em D) x2

(Em D)
Pelos campos há fome em grandes plantações
Pelas ruas marchando indecisos cordões
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
E acreditam nas flores vencendo o canhão

Refrão


(Em D) x2

(Em D)
Há soldados armados, amados ou não
Quase todos perdidos de armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição
De morrer pela pátria e viver sem razão

Refrão

(Em D) x2

(Em D)
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Somos todos soldados, armados ou não
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição

Refrão x2

(Fonte: http://pegacifras.uol.com.br/cifras/ze-ramalho/pra-nao-dizer-que-nao-falei-das-flores_16156.html)
%d blogueiros gostam disto: